ELECTRA ENERGY PREVÊ PLD AO REDOR DE R$ 150/MWH NA PRÓXIMA SEMANA, QUEDA DE 21,4%

Electra Contrata: Analista de Inteligência de Mercado Júnior
6 de fevereiro de 2020
PDE 2029 aumenta aposta nas térmicas a gás
12 de fevereiro de 2020
Mostrar tudo

A hidrologia favorável e o clima ameno devem seguir favorecendo a redução do preço de liquidação das diferenças (PLD), referência para os contratos de curto prazo de energia. Com base nos dados da operação do sistema disponibilizados pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a comercializadora Electra Energy estima PLD médio ao redor de R$ 150 por megawatt-hora (MWh) para o subsistema Sudeste/Centro-Oeste na segunda semana operativa de fevereiro, correspondente aos dias 8 a 14 de fevereiro. Se confirmada a previsão, significará uma redução de 21,45% em relação ao PLD médio vigente, de R$ 190,96/MWh.

“As previsões de afluência tiveram uma elevação. Para o Sudeste, já está acima dos 90% da média de longo termo de fevereiro”, destacou o gerente de inteligência de mercado da Electra, Flavio Guimarães. Ele citou ainda a redução da previsão de carga, tendo em vista que as temperaturas mais amenas geram menor pressão da demanda.

Segundo Guimarães, o ONS elevou em especial a vazão esperada para a semana que vem, refletindo em uma Energia Natural Afluente (ENA) para o fechamento de fevereiro já bem perto da média histórica, em 96% da MLT, no subsistema Sudeste/Centro-Oeste. Inicialmente, a previsão do operador era de um patamar de 87% da MLT. O gerente da Electra salientou que a perspectiva é positiva em especial tendo em vista que a ENA de fevereiro, juntamente com a de março, é o mês de maior afluência, permitindo maior armazenamento nos reservatórios. Em termos absolutos, a ENA de fevereiro é estimada atualmente em mais de 70 mil MW médios, ante os 65 mil MW médios de janeiro.

De fato, somente nesta primeira semana operativa, o nível de armazenamento do Sudeste subiu quase 1 ponto porcentual, passando de 25%, no último sábado (01), para 26,02% nesta quarta-feira (05) e já está na iminência de chegar ao mesmo patamar observado em igual época do ano passado. Em 06 de fevereiro de 2019, o indicador estava em 26,3%.

Outro fator que influencia na formação de preço, a carga, também passou por revisão esta semana por parte do ONS, favorecendo a redução do PLD. O Operador reduziu em 0,8% a estimativa de carga no Sistema Interligado Nacional (SIN) para a próxima semana operativa, totalizando 625 MW médios, dos quais 240 MW médios no Sudeste.

Se confirmados os cerca de R$ 150/MWh projetados, esta deve ser a terceira semana consecutiva de queda do PLD. E a tendência para as semanas seguintes é de novas quedas, se confirmarem as expectativas positivas do momento, disse Guimarães.
A CCEE divulga nesta sexta-feira (7) os valores de PLD válidos para a próxima semana.

Fonte: Luciana Collet / Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *