Indicadores de Segurança atingem 1 mi de acessos e CCEE disponibiliza novas ferramentas

Sobrecontratação média no Brasil é de até 20%, aponta CCEE
6 de maio de 2020
Governo sinaliza com leilão de energia existente ainda em 2020
7 de maio de 2020

Informações precisas e confiáveis estão entre os principais diferenciais na execução de boa análise de risco de negócio e, consequentemente, na otimização do processo de tomada de decisão. Do ponto de vista setorial, é um fator crucial para ampliar a segurança do mercado, uma das diretrizes da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE. Com esse objetivo, a organização tem disponibilizado periodicamente novas funcionalidades na ferramenta Indicadores de Segurança de Mercado. Nesta segunda-feira (4/5), a novidade será o lançamento de indicadores que trazem dados sobre valores não pagos no Mercado de Curto Prazo – MCP, penalidades e não aporte de garantias financeiras.

Print Botão_ Vídeo Indicadores

Lançada em janeiro de 2020, a solução alcançou a marca de aproximadamente um milhão de acessos até o início de maio. Sua finalidade é disponibilizar informações relevantes para os agentes, em formato executivo, didático e de fácil compreensão, permitindo a realização de diferentes análises para o mesmo agente do setor.

“A Câmara de Comercialização vem se aprimorando na arte de transformar dados em informações, entregando valor de negócio de uma forma simples e desburocratizada. O maior ganho para o mercado com os Indicadores foi a redução da assimetria de informações para tomada de decisões de negócio. O painel permite a qualquer pessoa, mesmo que não seja um especialista no segmento de energia, a formar uma opinião sobre o padrão de operações de potenciais parceiros comerciais”, aponta Dario Almeida, gerente executivo de Arquitetura de Sistemas da CCEE.

Esta é a terceira atualização que a CCEE disponibiliza da ferramenta, que agora traz informações sobre: Concentração de Negociação por Classe da Contraparte (novo painel); Valores não pagos no Mercado de Curto Prazo – MCP e Penalidades; e Garantia financeira não aportada X calculada.

“Buscamos melhorar constantemente os Indicadores, ampliando a transparência das informações relevantes para a tomada de decisão na escolha das contrapartes”, afirma Carlos Dornellas, gerente executivo da Segurança de Mercado e Informações. “O painel de Indicadores é uma ferramenta muito útil para complementar as análises de risco e crédito próprias dos agentes quando da realização de negócios em comercialização de energia”, finaliza.

Fonte: CCEE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *