Sudeste tem maior volume de migrações de consumidores para o mercado livre

MME não abrirá mão do potencial energético da Amazônia
31 de julho de 2020
COVID-19: consumo de energia no país encerra julho próximo da recuperação
14 de agosto de 2020
Mostrar tudo

O Sudeste registrou 1.329 migrações de consumidores para o mercado livre de energia no primeiro semestre de 2020, liderando o ranking das regiões brasileiras. Na segunda posição, o Sul contabilizou 541 adesões ao Ambiente de Contratação Livre – ACL entre janeiro e junho deste ano, seguido pelo Nordeste, com 419, o Centro-Oeste, com 151, e, por fim, o Norte, com 63 migrados. Os valores consideram todos os novos pontos de carga registrados, mesmo aqueles em comunhão sob domínio de um único agente.

De acordo com levantamento da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, São Paulo foi o estado com o maior volume de migrações do período, com 843 novas cargas habilitadas para negociar no ACL. Na lista dos cinco líderes em adesões estão ainda o Paraná (233), Rio de Janeiro (229), Rio Grande do Sul (204) e Minas Gerais (182).

Ao todo, 2.493 cargas aderiram ao ACL no primeiro semestre, uma média de 415 por mês. O volume é o maior para o período desde 2016, ano considerado como marco do segmento por conta do expressivo crescimento apresentado em pouco tempo.

Confira os detalhes de cada estado e região no mapa abaixo:


Fonte: CCEE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>