Consumo de energia em alta

Novos limites estimulam mercado livre
3 de janeiro de 2019
Contagem regressiva para o preço horário
21 de janeiro de 2019
Mostrar tudo

O balanço de trocas de energia com países vizinhos poderá se tornar mais desfavorável caso o consumo siga em alta e as chuvas não sejam volumosas nos próximos meses.

O saldo líquido do intercâmbio de energia com outras nações no ano passado foi negativo em 1.136 GWh, de acordo com o ONS (Operador Nacional do Sistema). O número representa aumento de 28% em relação a 2017.

O consumo em 2019 tende a crescer. O operador apontou dois recordes sucessivos de pico de uso: o primeiro na terça-feira (15), e o segundo na quarta-feira (16) —às 15h34, a demanda foi de 87.183 MW.A máxima anterior havia sido registrada em 2014.

A curto prazo, um efeito da combinação de volume de chuvas menor e aumento do consumo deverá ser o acionamento de usinas térmicas (opção mais cara), de acordo com Sandro Saggiorato, gerente de risco da Electra Energy.

“A médio prazo, a oferta de geração deve aumentar proporcionalmente à carga.”

Fonte: Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *